Cultura Macua



 ORIGEM
    O povo macua é descendente de um grande grupo Bantu, originário da região Centro-Africana(grande lagos), ou seja das grandes Florestas congolesas, que se migraram para  a região  Austral a procura de terras que fossem propícia para a agricultura.


SITUAÇÃO GEOGRÁFICA
     Atualmente, o povo macua vive numa área do Norte de Moçambique, com cerca de 300 000Km2, que abrange parte das províncias de Cabo Delgado, Niassa, Nampula e Zambézia, é delimitado, a norte, pelo rio Rovuma; a leste, pelo oceano Índico; a sul, pelo rio licungo, nas proximidades do rio Zambéze e a oeste, pelo rio Lugenda.
     Também se encontram macuas, embora em número mais reduzido que em Moçambique, na Tanzânia e no Malawi devido às migrações do século XIX. Igualmente se encontram grupos de macuas em Madagascar, ilhas Seychelles e Mauríicas, devido ao comércio de escavos durante os séculos XVIII-XIX.

 ORGANIZAÇÃO SOCIAL
     Como base da estrutura social e política dos macuas está o “nihimo” tribo. Eles sustentam a explicação como sendo legítima a descedência da proveniência feminina, isto é, matrilinear. “Na filiação matrilinear, a família pode ser um conjunto de indivíduos de vários segmentos de linhagem consanguíneos pertencentes a uma mulher, antepassada conhecida, a cabeça da linhagem como referência comum de lado materno. Outros indivíduos doutras linhagens, também podem fazer parte deste coletivo ou pelo casamento, ou desde que haja concordância entre todas as partes.”[1]
      Os filhos pertencem a linhagem da mãe e são subordinados ao “mwene”   do nihimo, que é o irmão mais velho da mãe. È uma sociedade uxorilocal, isto é, o homem tende se deslocar ao nihimo da sua esposa. 
 
Distribuição do poder
      Na etnia macua cada parte da linhagem (família) tem a sua própria autoridade, que é o atata, tio materno ou seja o irmão mais velho da mãe de uma deteminada família, o qual é, por isso, o chefe de um grupo de unidades interinas. O conjunto de todas asitata em um dècamo que é o chefe do escalão imediatamente superior o chefe da linhagem (clã), chamado humo. Ele é autoridade do conjunto das partes duma determinada linhagem que formam a primeira unidade social macua chamada nloko (clã com os mesmos avòs).
       Em ordem ascendente imediatamente superior encontra-se o chefe de um conjunto de clãs que vivem numa determinada povoação. Este chefe é chamado mwene.(chefe máximo).
Fonte: 
1.FERNANDO, Domingos,  A Organização Social na Sociedade Tradicional, Brochura 2,  Ministério da Administração Estatal,  1996
MARTINEZ, Francisco Lerma, O povo macua e a sua cultura


 
Os filhos passam toda a primeira infância na depedência da casa, sobretudo da mãe. A criança aprende as noções básica sobre a conduta social, sendo que esta, ensina aos filhos mais novos a falar e tratar as pessoas de forma respeitosa.




     



7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. É veradade, a xinene, os donos.... Foi bom ter passado por aqui e encontrar essa informação. Eu, so ouvia dizer que exitem Ilhas que tambem os seu povos falam macua e nao sabias quais eram. Que bom.

    ResponderExcluir
  3. É veradade, a xinene, os donos.... Foi bom ter passado por aqui e encontrar essa informação. Eu, so ouvia dizer que exitem Ilhas que tambem os seu povos falam macua e nao sabias quais eram. Que bom.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom kinachukoro nlokonaka niholepia sanasana

    ResponderExcluir